domingo, 19 de julho de 2015

Pôr em causa toda a vida

Fonte da imagem: http://mahvillareal.blogspot.pt/2011_05_01_archive.html
Às vezes, não adianta tentar encontrar soluções temporárias para problemas que se prolongam ou repetem. Às vezes perguntamos porque determinadas situações se repetem, vezes sem conta, façamos o que façamos. Às vezes temos que pôr em causa a vida toda. Coragem? Temos que tê-la, ou então viveremos sempre na mesma porcaria a vida toda. 
Será que tudo aquilo em que acreditamos, em que apostamos a nossa vida inteira, vale mesmo a pena? Será que não estamos a ir atrás do fácil, do socialmente aceitável, do que os outros esperam de nós? Levamos uma vida inteira a convencermos-nos de determinadas coisas que nós próprios achamos que não há mais nada para além da vidinha que levamos.
Há que dar um murro na mesa. Que virar a vida do avesso, mesmo que isso implique arriscar a vida, porque por vezes tem mesmo que ser assim. É a mudança ou anular a nossa auto-estima, é revirar a vida ou permanecer na angústia e na depressão. Porque por vezes a terra necessita de uma tempestade para que cresçam flores.

8 comentários:

Incógnita. disse...

"Porque por vezes a terra necessita de uma tempestade para que cresçam flores."

Suas palavras são confortantes para mim. Obrigada por tê-las escrito. Você pode dar uma olhada nas minhas em floresreticentes.blogspot.com mas não sei se serão tão boas haha. Obrigada.

Ivana disse...

Obrigado eu!!

Sem palavras... disse...

As tuas palavras deixam a pensar, talvez seja injusta de como eu luto com a minha depressão e de como lido com o problema que tenho em mãos, perdoa-me mas eu não sei lidar com o meu problema, nem tenho palavras que descrevam a dor interior que sinto, mas acredita que as tuas palavras me deixaram a pensar duas vezes antes de dizer ou fazer seja o que for... Obrigada!

Anónimo disse...

www.obesodepressivo.blogspot.com.br esse é o blog mais sincero que eu ja li. Sem maquiagens a depressão como ela é.

Francine Galiano Pinto disse...

É... Penso muito nisso. Às vezes deixo algumas oportunidades para lá, pois vai exigir muito esforço. E acabo me arrependendo.
Também tem grau de depressão que, quando muito profundo, incapacita por completo a pessoa. Mas tem um certo nível que dá para lidar, mesmo que não seja assim tão leve, e é preciso esforço. Deixar de ouvir aquela voz que diz ser algo impossível, ou que vc não consegue. Os remédios fazem 50, 60%. O resto depende da nossa resiliência, de não se deixar evar pelas emoções.

Amei teu blog! Já estou te seguindo :)

Abraços da Fran,
http://nomundodafrancine.blogspot.com

Anónimo disse...

Depressão, ansiedade...confiram o novo Blog Sobrenome Ansiedade
www.sobrenomeansiedade.wordpress.com

epressão disse...

Se necessitar de ajuda, visite o blog depressão

ansiedade disse...

"Porque por vezes a terra necessita de uma tempestade para que cresçam flores."