segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Quando cai o véu... e a depressão

Ver fonte da imagem
Somos hoje as mesmas pessoas que fomos ontem; somos as mesmas pessoas antes, durante e depois de uma depressão. Então porque razão nos sentimos tão diferentes quando estamos deprimidos? A razão é que durante essas alturas não somos verdadeiramente nós. A nossa visão do mundo está deturpada, a nossa atenção está focada em nós de forma patologicamente intensa. Parece que o mundo nos está a cair em cima, sentimos-nos ansiosos, com medo, irritados. Temos a sensação de sermos a pessoa mais desgraçada deste mundo. Mas porque é que nos sentimos assim nestas alturas?

Seja porque razão for, é como se tivesse caído o véu que afasta o nosso eu da atenção de si mesmo. Atenção exagerada, porque se for com medida é positiva. Quem não se sente deprimido sente um certo afastamento em relação à forma como vê o seu corpo a a sua vida em geral. Não quero dizer que se alheia ou não quer saber, mas sim que olha para estes como se olhasse para outra pessoa, que neste caso é o próprio. A partir do momento em que deixamos de o fazer, afastamos-nos do mundo e dos outros de tal forma que passamos a ser o único foco de atenção. Nada mais interessa, por isso tudo dói. Até viver dói. Porque o ser humano foi feito para olhar para si próprio como se estivesse a olhar para o outro. 

Alguns aspectos do nosso íntimo estão escondidos atrás de um véu, deixando ver apenas os seus contornos. Seria insuportável ver claramente, não saberíamos lidar com isso. Por isso, quando este véu cai, a dor torna-se insuportável. 

É isto a depressão. Quando cai o véu.

4 comentários:

m disse...

You have my blog for exchange value information an we can help each other.

Andrea Dias disse...

Realmente a depressão e uma doença muito difícil de lhe dar e mesma sofro com ela de vez enquanto ela vem me visitar,e estou lutando com ela a muito tempo e tbem tento ajudar quem precisa fiz até um Blogger falando sobre isso e abuso sexual...mas somos todas forte e vamos supera se Deus quiser..

A esquizofrênica disse...

Amei! vc disse em poucas palavras a resposta que eu procurei por anos.

Aprendendo com o vazio disse...

Te compreendo.
Vivo isso também!
Ótimo texto!
Aproveito para divulgar o blog que ajudo a escrever.

http://aprendendocomovazio.blogspot.com.br/